"Você pensa que não vai esquecer... E esquece!

Você pensa que essa dor não vai passar... Mas passa!

Você pensa que tudo é eterno... Mas não é..." 
Pe. Fábio de Melo



As pessoas entram na sua vida, as pessoas vão embora da sua vida, é assim que é não adianta cortar caminho.

Há aqueles que se demoram mais pra partir, aqueles que ficam apenas por um verão ou um fim de semana, mas um dia o pássaro voa e outros se chegam, tenha sempre isso em mente: nem melhores nem piores apenas diferentes. 


Pessoas se vão todos os dias e o que nos sobra são os momentos que vivemos ao lado de todos que passaram por nós, os sorrisos, as lágrimas, os planos, as brigas, as viagens, as fotografias, a saudade... Seja ela doida ou gostosa, a saudades é a cicatriz da experiência e companheira eterna da nossa alma, temos de aprender a lidar com ela, ela não é nossa inimiga. Será a saudade que nos acompanhará até nossa velhice onde certamente poderemos perceber o quanto nossas vivências valeram a pena.

Minhas amizades sempre foram intensas e raras, os laços criados por mim sempre foram fortes. Atuei ativamente na vida de todas aquelas pessoas que convivi através de reclamações, criticas ou conselhos, mesmo sendo a “mãe” de todos e odiada por isso, zelei e cuidei de cada relação que conquistei, de cada coração que ganhei.

verbos são conjugados no passado, pois do futuro eu nada sei.

Hoje, as vésperas dos 24 anos, finalmente consigo lidar com a transitoriedade da vida, com a agilidade do tempo, acredito que a vida é formada por ciclos e a cada ciclo que abrimos e fechamos não somente o cenário interno-externo muda, nossos companheiros também fazem upgrade e isso não é de todo ruim. Se nos agarramos sempre as mesmas criaturas como podemos permitir que elas cresçam? Como podemos esperar que cresçamos, tendo em vista que a maior aprendizagem é aquela que é passada dia a dia por aqueles que convivem conosco? Quanto maior for o número de pessoas que passarem por sua vida, maior será o aprendizado que você tirará dela.

Lutei por todas as pessoas em quem confiei, amei todas as pessoas que pude e declarei o meu amor (burramente) em todas as oportunidades que tive. Sofri, chorei, calei, esperei, acreditei e não me arrependo, mas os ciclos se fecham, a gente amadurece, a vida anda, o tempo passa e a gente deixa ir quem não quer ou quem não merece ficar. Portanto deixo uma mensagem para aqueles que acham que os abandonei: eu nunca desisti! Se um dia te libertei foi pra que aprendesse através de outros métodos tudo aquilo que eu queria te ensinar, só liberta aquele que ama, pois perder pessoas pra vida, é difícil, só os realmente fortes conseguem.

Amigos, amores, desamores e inimigos. Independente do status, vocês fazem parte da minha história e eu não seria metade do que sou hoje se não tivesse os conhecido, portanto obrigada.